Parece, mas pode não ser (frozen yogurt)

Estadão

15 Setembro 2010 | 19h24

frozen_yogurt1

Conforme o Estado noticiou no último domingo, o Ministério Público está de olho em empresas que, no vácuo de legislação, vendem alimentos integrais sem comprovar ao consumidor os percentuais de um grãozinho integral sequer, seja de trigo, milho, aveia.

Veja a reportagem. E não deixe de registrar a receita de pão integral sugerida no comentário do leitor Roberto Ruziscka.

Mas não para aí. A mesma promotoria do Rio de Janeiro está de olho no frozen yogurt. Sim, é a mesma história. Boa parte das marcas não informa quanto de iogurte há, de verdade, na receita. Eu dei uma espiada nos sites e também não achei.

Minha amiga e repórter de Meio Ambiente Afra Balazina conta que conhece pessoas que já chegaram a telefonar para uma empresa para saber o quanto de iogurte há na receita antes de optar pela compra do produto _ buscavam algo mais saudável para os filhos. Ninguém respondeu.

“Neste caso, o consumidor pergunta sobre a natureza do produto e as empresas se limitam a responder: é ´frozen yogurt’. A dúvida do consumidor persiste. Muitos acham que se trata de um ‘iogurte congelado’ e o marketing das próprias empresas induz o consumidor a erro. Trata-se, porém, de um “sorvete de iogurte”. O produto é, de fato, feito com iogurte, mas por se tratar de um sorvete não é tão saudável como o consumidor imagina. Nosso objetivo é que as empresas se obriguem a informar que o produto é um ‘sorvete de iogurte’ para que o consumidor não se iluda. O ‘frozen yogurt’ é mais saudável do que o sorvete tradicional, mas não é tão saudável como o iogurte tradicional”, diz o promotor Pedro Rubim Fortes, autor dos inquéritos civis sobre o iogurte e o os pães.

Questionado sobre o que leva grandes empresas a esconder suas receitas do consumidor, Fortes concluiu: “É uma análise de custo-benefício. Elas estão ganhando mais do que perdeam. Mas poderão perder, no futuro, a credibilidade”. O MP pretende processar aquelas que não revelarem os percentuais de ingredientes.

A investigação do frozen, relata o promotor, gerou crise nas estagiárias da promotoria, todas elas ávidas consumidoras de sorvete de iogurte.