Agroecologia em plena capital

Estadão

23 Março 2011 | 18h08

O agricultor Mauri em horta de pimentas. Sem agrotóxicos. FOTO: FILIPE ARAÚJO/AE

Agricultores da capital paulista – pasmem! há pelo menos 402 cadastrados – terão de se adaptar à agroecologia até 2014. A ideia do projeto instituído pelo governo estadual e também pela prefeitura municipal de São Paulo é sobretudo preservar áreas de mananciais, já que 311, daqueles 402, têm propriedades entre as Represas Billings e Guarapiranga, que abastecem a capital. Práticas agroecológicas significam abandonar o uso de adubos químicos e agrotóxicos. Em troca, os produtores ganham assistência técnica, por meio de três Casas de Agricultura Ecológica, municipais, instaladas na zona sul, zona norte e zona leste. Veja a matéria completa no link http://economia.estadao.com.br/noticias/not_59664.htm#noticia, em reportagem publicada hoje no Suplemento Agrícola.

Siga o Agrícola no Twitter