Estudo avalia efeito do canabidiol no controle da ansiedade e busca voluntários
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Estudo avalia efeito do canabidiol no controle da ansiedade e busca voluntários

Pesquisa da UFSCar e da USP recruta voluntários para testes que serão realizados no Departamento de Gerontologia

Felipe Cordeiro

15 Maio 2017 | 18h01

Pesquisas já apontaram para o efeito neuroprotetor do canabidiol. (Foto: Dida Sampaio/Estadão)

Rene Moreira – Especial para O Estado

Uma pesquisa do Departamento de Gerontologia (DGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em parceria com a USP, pretende conhecer o efeito do canabidiol, substância extraída da maconha, no combate à ansiedade em pacientes acometidos pelo Parkinson.

A doença é progressiva do sistema neurológico e afeta, principalmente, o cérebro de pessoas na terceira idade. O doente tem a coordenação motora prejudicada e passa a ter tremores e dificuldades para caminhar e se movimentar.

De acordo com o professor Marcos Hortes, pesquisas já apontaram para o efeito neuroprotetor do canabidiol em idosos com Parkinson, que relataram melhora na qualidade de vida. “Pretendemos, agora, fazer uma análise específica no controle da ansiedade e checar o quanto esse efeito pode reduzir os tremores que acometem esses pacientes”, explica.

Os voluntários podem ser homens ou mulheres com Parkinson, em qualquer idade, e podem entrar em contato com os pesquisadores pelos e-mails stephanie.gerontologia@gmail.com e hortes@hotmail.com.

Mais conteúdo sobre:

CanabidiolMaconhaUFSCarParkinson
0 Comentários