Aplicativos controlam cartão de vacinação

Simone Iwasso

02 Outubro 2012 | 21h35


A Nokia lançou um aplicativo chamado Vacinas para ajudar famílias a controlarem a vacinação das crianças – um app gratuito, desenvolvido em Manaus e disponível para o Windows phone (o sistema operacional dos celulares da empresa). Tem também um outro aplicativo, chamado Vacina Brasil, disponível para Iphone e Android.

Os três são parecidos – e podem ser interessantes para mães e pais tecnológicos. É possível criar mais de um perfil, com todos os dados da criança e seguir as indicações da tela, fornecidas de acordo com o calendário de vacinação do Ministério da Saúde, com as vacinas e as datas.

Os três também estão razoavelmente atualizados, mas precisam incorporar a vacina tetra viral contra catapora, sarampo, caxumba e rubéola que será disponibilizada a partir do ano que vem pelo governo.  O anúncio foi feito em agosto e  o imunizante será aplicado em duas doses: aos 12 meses e aos 4 anos. Essa vacina até então era oferecida apenas em clínicas particulares, a um custo médio de R$ 160 a dose.

Para relembrar, neste ano também foram incluídos no calendário oficial de vacinação:


– a pólio inativada

– a pentavalente, contra difteria, tétano, coqueluche Haemophilus influenza tipo B (que causa meningite e outras infecções) e hepatite B  – essas vacinas hoje são oferecidas, mas separadas.

Com isso, o Programa de Imunização conta hoje com 25 vacinas, 13 delas integrantes do calendário básico – as outras são de campanhas específicas.

 

Posts relacionados: 

Quem anota o que come emagrece mais