1. Usuário
Assine o Estadão
assine


14 cubanos já abandonaram o programa Mais Médicos

Lígia Formenti - O Estado de S. Paulo

04 Junho 2014 | 13h 41

Segundo o ministro, a desistência no programa é mais alta entre os profissionais brasileiros

BRASÍLIA - O número de profissionais recrutados em Cuba que abandonaram o programa Mais Médicos subiu de 7 para 14. O levantamento foi apresentado pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, em audiência na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 4.

De acordo com o ministro, 11.161 profissionais chegaram ao País para trabalhar por meio do acordo firmado entre a pasta e Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), desde que o programa foi lançado. O índice de desistência nesse grupo, afirmou, é de 0,1%. 

Entre o grupo de formados no exterior que se inscreveram individualmente no programa (sem a intermediação da Opas), o porcentual de desistência foi de 0,8% e entre os médicos brasileiros, de 8,4%. O ministro não apresentou durante a audiência mais detalhes sobre as novas desistências, como informações sobre quando ou onde elas ocorreram.