Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Saúde

Saúde » Acervo do Museu da Música de Mariana é reconhecido pela Unesco

Saúde

Saúde

música

Acervo do Museu da Música de Mariana é reconhecido pela Unesco

Coleção reúne mais de 2 mil partituras sacras originais; algumas estão disponíveis na internet

0

Agência Fapesp ,

11 Janeiro 2012 | 12h05

 A importância do acervo do Museu da Música de Mariana (MG), que abriga mais de 2 mil partituras originais, foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) por meio do Diploma do Registro Regional para a América Latina e o Caribe.

O título foi concedido pelo Programa Memória do Mundo, cujo objetivo é identificar e certificar patrimônios documentais de relevância internacional, regional e nacional, facilitando assim sua preservação e acesso pelo público geral.

Segundo a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a coleção de música sacra manuscrita do Museu da Música de Mariana, considerada uma das mais importantes da América Latina, estava em condições precárias de conservação e foi recuperada graças ao projeto “Acervo da Música Brasileira”, coordenado pelo professor Paulo Castagna, do Instituto de Artes da Unesp.

Com financiamento da Petrobras, uma equipe de oito profissionais reorganizou, recondicionou e catalogou o acervo, além de fazer a edição, gravação e disponibilização na internet de 51 obras inéditas de compositores brasileiros dos séculos 18 e 19.

Todas as partituras podem ser baixadas no site do projeto . Também estão disponibilizadas gravações em formato mp3.

O projeto revelou ainda peças inéditas de compositores como Lobo de Mesquita, José Maurício Nunes Garcia e João de Deus de Castro Lobo. Outros menos conhecidos, como Miguel Teodoro Ferreira, Frutuoso de Matos Couto e Manuel Dias de Oliveira, também começaram a ter sua memória resgatada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.