Adolescente britânico sobrevive após engolir tesoura

Curtis Francis, 12, escapou com ferimentos leves; mãe diz que ele não tem noção de perigo

BBC Brasil, BBC

05 Novembro 2010 | 10h03

Um menino de 12 anos da cidade de Bristol, na Grã-Bretanha, engoliu uma tesoura de unha e escapou com ferimentos leves.

Curtis Francis, que tem problemas na visão e graves dificuldades de aprendizado por causa de uma hemorragia cerebral que sofreu quando nasceu, foi levado ao hospital pela mãe, depois que esta percebeu que seu filho tinha engolido algo que não devia.

"Eu sabia que ele tinha engolido alguma coisa, devido ao som que estava fazendo. Mas, obviamente, eu não sabia o que era", disse. "Fomos ao hospital e ele estava tossindo sangue", disse Karon Edwards, de 50 anos.

Ela contou que ficou aterrorizada quando viu o exame de raio-X mostrando a tesoura presa na garganta do filho.

"Eu nem sabia que era possível engolir tesouras", disse.

Sangue

Edwards afirmou que a tesoura foi retirada da garganta de Francis pelos médicos do hospital Bristol Royal Infirmary, com a ajuda de uma anestesia. Os médicos afirmaram que o adolescente teve sorte de ter sofrido apenas ferimentos leves.

A tesoura foi retirada com ajuda de anestesia

A mãe contou que tem sofrido pesadelos sobre o incidente e que todos os objetos de sua casa agora foram colocados fora do alcance de seu filho.

"A não ser que seja algo grande demais (para ser engolido), vai ficar trancado nos armários agora", disse.

"Também vou colocá-lo de volta na cadeira de rodas, o que eu costumava fazer apenas quando ele era menor, quando eu ia tomar banho ou fazer tarefas domésticas. Faço isso para mantê-lo a salvo. É a única coisa que posso fazer", disse.

"Ele não tem noção de qualquer perigo, precisa de vigilância constante", afirmou Edwards, acrescentando que Francis coloca "tudo na boca". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.