ANS prorroga consulta sobre mediação de conflitos entre usuários e planos

Prazo para brasileiros opinarem sobre Notificação de Investigação Preliminar vai até o dia 10

Agência Brasil

02 Julho 2010 | 14h28

BRASÍLIA - A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) prorrogou até o dia 10 a consulta pública sobre as regras para Notificação de Investigação Preliminar (NIP), instrumento que será usado para mediar conflitos entre usuários de planos de saúde e operadoras nos casos de negativa de atendimento.

 

Com o NIP, o objetivo é que as operadoras resolvam o mais rápido possível as negativas de assistência, sem a necessidade da abertura de processos administrativos.

 

A ANS passaria, então, a investigar somente as denúncias em que não houver acordo entre as partes. As operadoras precisam aderir ao mecanismo.

 

De 2008 a maio de 2010, 56% dos conflitos entre operadoras e usuários foram resolvidos por meio de projeto piloto de implantação do NIP.

 

A proposta com as regras para o novo mecanismo está disponível no site da ANS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.