Arábia Saudita examina homem suspeito de contrair Ebola na África

Paciente apresentou sintomas semelhantes ao da doença; país do Oriente Médio suspendeu emissão de vistos de entrada

, Reuters

05 Agosto 2014 | 09h23

RIAD - O Ministério da Saúde da Arábia Saudita anunciou nesta terça-feira, 5, que está examinando um homem suspeito de ter sido infectado com Ebola após retornar de uma viagem a trabalho na Serra Leoa. De aproximadamente, o paciente estava internado em hospital na cidade de Jidá, no Mar Vermelho, com "sintomas de febre hemorrágica viral", parecidos com os do vírus Ebola.

O ministério informou que tomou as medidas de precaução, isolou o paciente em um hospital especializado e enviou amostras de sangue para um laboratório internacional coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para outras verificações.

Como alerta contra a proliferação do vírus, a Arábia Saudita suspensão a emissão de vistos de entrada no país para cidadãos de vários países que pretendiam realizar a peregrinação anual a Meca ou visitar outros locais considerados sagrados pelos muçulmanos no Oriente Médio.
Ebola é uma das doenças mais mortais, com taxa de letalidade que pode chegar a 90%. No atual surto que afeta o oeste da África, esse índice é próximo de 60%. Segundo a OMS, até a última sexta-feira, 1º, 887 pessoas já morreram em decorrência do vírus.

Mais conteúdo sobre:
Ebola Oriente Médio África Serra Leoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.