Argentina lança cápsula espacial para testar computador a controle remoto

Cápsula 'Clementina' alcançou os 20 quilômetros de altura em pouco menos de uma hora de voo

Efe,

20 Maio 2011 | 11h09

Buenos Aires - A Associação Argentina de Tecnologia Espacial lançou nesta quinta-feira uma cápsula estratosférica a uma altitude de 20 quilômetros para testar como comandar um computador por controle remoto.

A cápsula, denominada "Clementina" em homenagem ao primeiro computador científico que chegou à Argentina há 50 anos, tem também a finalidade de estimular nos jovens o interesse pela ciência e tecnologia espacial.

O lançamento, realizado por meio de balões de gás hélio que propulsaram a sonda, ocorreu no Parque Astronômico La Punta, na província de San Luis, sede do 6º Congresso de Tecnologia Espacial.

Os organizadores esperavam que a cápsula alcançasse 30 quilômetros de altura, mas o balão explodiu aos 20 mil metros, o que "obrigou a antecipar o corte programado que separa o balão da carga" para iniciar a queda, explicaram em comunicado.

"Clementina", que alcançou os 20 quilômetros em pouco menos de uma hora de voo, desceu depois a uma média de 17 km/h até aterrissar na própria província de San Luis. A sonda levava três sistemas de posicionamento para permitir seu rastreamento.

O boneco "Gaturro" e o robô "Clemente" foram os únicos "tripulantes" da cápsula, que levou em seu interior vários objetos que serão leiloados.

Durante a viagem, três câmeras de alta definição capturaram imagens do voo de diversos ângulos. Dessa forma, a travessia, que foi transmitida pela internet, registrou imagens do território argentino desde o espaço, da curvatura da Terra e da escuridão do espaço.

Mais conteúdo sobre:
espaço tecnologia espacial Clementina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.