Arqueólogos egípcios descobrem monumento da época do faraó Apries

Monumento, que tem várias inscrições em hieróglifos, foi encontrado em uma jazida arqueológica situada no lado oeste do Canal de Suez

Efe

09 Agosto 2011 | 13h09

 

CAIRO - Uma equipe de arqueólogos egípcios descobriu um monumento que data da época do faraó Apries, da 26ª Dinastia (589-570 a.C.), na província de Ismailiya, ao leste do Cairo, informou nesta terça-feira o Conselho Supremo de Antiguidades.

 

A peça é formada por duas partes de pedra arenosa que têm esculpidos em hieróglifos o nome do faraó Apries, quinto monarca da 26ª Dinastia, precisou o secretário-geral da instituição, Mohammed Abdel Maqsud.

 

Em comunicado, o pesquisador afirmou que a descoberta do monumento, que tem várias inscrições em hieróglifos, aconteceu em uma jazida arqueológica situada no lado oeste do Canal de Suez.

 

 

A equipe do Conselho Supremo de Antiguidades iniciou há três anos as escavações nessa jazida e já chegou a várias descobertas históricas.

 

O chefe do conselho lembrou que as descobertas arqueológicas na jazida comprovam que ela não era só uma antiga fortaleza militar de mercenários gregos, mas um assentamento egípcio que foi construído pelo faraó Psamético I, segundo rei da dinastia.

 

Ele explicou que há dois anos foi descoberto um grande conjunto de armazéns na região, além de olaria de fabricação local e importada das ilhas do leste da Grécia, o que revela os prósperos laços comerciais que os egípcios mantiveram com os gregos.

Mais conteúdo sobre:
arqueologia Egito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.