Reprodução
Reprodução

Arqueólogos encontram esculturas do período asteca no México

O crânio identificado pelos arqueólogos é o maior já encontrado nas imediações do período pré-hispânico

Agência Brasil,

29 Março 2011 | 12h06

BRASÍLIA - Arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História do México localizaram cinco esculturas, datadas do período asteca de 1325 a 1521 d.C. As esculturas eram utilizadas como decoração nas fachadas do Templo Mayor - o principal santuário da antiga Tenochtitlán, a capital do império asteca.

 

O estado geral das esculturas em pedra varia de peças inteiras a apenas fragmentos. Os pesquisadores encontraram as obras durante escavações no centro histórico da Cidade do México. O crânio identificado pelos arqueólogos é o maior já encontrado nas imediações do período pré-hispânico.

 

Na área de descoberta, de um lado da catedral metropolitana, em uma das escavações - de 7,70 metros de largura por 12,20 metros de profundidade - estavam enterradas as peças, incluindo os restos de esculturas.

Mais conteúdo sobre:
Arqueologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.