Atividade física durante a infância previne depressão na fase adulta

Exercícios podem contribuir para o desenvolvimento de células cerebrais

Efe,

04 Maio 2011 | 10h52

Sydney (Austrália), 4 mai - A atividade física durante a infância pode prevenir a depressão na fase adulta, segundo um estudo de cientistas australianos divulgado nesta quarta-feira, 4.

Os pesquisadores da Universidade Deakin, no sudeste do país, descobriram que as pessoas que praticam poucas atividades físicas durante a infância são 35% mais propensas a sofrer de depressão que as que realizaram atividade física regularmente quando crianças.

A cientista australiana Felice Jacka ressaltou que a atividade física pode contribuir para o desenvolvimento de células cerebrais durante a infância e também para enfrentar melhor situações de estresse.

Além disso, uma pessoa que não pratica muitos exercícios tem pouco apoio social, o que pode levá-la a ter maior chance de sofrer de depressão ao longo de sua vida, acrescentou Felice.

Os pesquisadores da Universidade de Deakin, no estado de Victoria, analisaram os níveis de atividade física de 1.225 homens e mulheres com menos de 15 anos e sua relação com a tendência à depressão, segundo o portal australiano de notícias científicas Science Alert.

Mais conteúdo sobre:
atividade física exercício depressão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.