Autoridades dos EUA alertam sobre riscos do estimulante sexual Vigor-25

Produto é anunciado como suplemento alimentar natural, mas contém principal composto do Viagra

Efe

22 Novembro 2010 | 19h12

WASHINGTON - As autoridades de saúde dos Estados Unidos advertem sobre os riscos do estimulante sexual masculino Vigor-25, anunciado como um suplemento alimentar natural para melhorar o vigor, mas que contém sildenafil, o principal composto do Viagra, popular pílula contra disfunção erétil.

A agência de vigilância sanitária americana Food and Drug Administration (FDA) investiga a morte de um jovem de 26 anos, possivelmente associada ao uso do medicamento.

A FDA adverte sobre o perigo de usar esse tipo de substância sem prescrição nem supervisão médica. "Esse produto é perigoso para os consumidores, pois indica que contém apenas ingredientes naturais, quando na verdade inclui um componente que deveria ser prescrito", disse em comunicado Deborah Autor, do Centro de Pesquisa e Avaliação de Medicamentos da FDA.

A especialista alertou que os produtos que camuflam alguns de seus componentes põem em risco a vida dos consumidores, especialmente aqueles que têm alguma doença ou condição preexistente.

O Vigor-25, distribuído pela Piston Corporation, é vendido pela internet e também em lojas de varejo.

A FDA informa que encontrou vários produtos rotulados como suplementos alimentares naturais para melhorar a vida sexual que podem ser prejudiciais à saúde e contêm componentes de remédios.

Por isso, a agência aconselha os consumidores a consultar primeiro um médico e informar se tiverem qualquer reação adversa durante o uso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.