Bactéria multirresistente contamina 8 em hospital no PR

Ao menos oito pacientes já foram contaminados e outros sete casos estão sob investigação

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

20 Abril 2009 | 16h33

A descoberta de uma bactéria multirresistente levou o Hospital Universitário (HU) de Londrina, no Paraná, a restringir o atendimento na unidade. Não há previsão para a retomada do atendimento normal.

 

De acordo com a médica Cláudia Carrilho, coordenadora da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, o hospital suspendeu novas internações na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta e reduziu o número de pacientes no pronto-socorro. 

 

O atendimento foi reduzido para controlar o surto da bactéria Klebsiella, que produz uma enzima que inativa os antibióticos. A bactéria, encontrada pela primeira vez no hospital, provoca infecções graves e pode levar à morte.

 

Ao menos oito pacientes já foram contaminados e outros sete casos estão sob investigação. Todos os pacientes - com idades que variam entre 20 e 80 anos - estão em estado grave. Há suspeita de que o micro-organismo tenha sido levado por um paciente transferido de Goiás, que recebeu alta hospitalar há cerca de um mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.