Barman é julgado por morte após 45 doses de tequila

Aytac G teria feito uma aposta com um estudante, envolvendo o consumo de álcool

BBC

11 Fevereiro 2009 | 16h53

Um barman de Berlim, na Alemanha, foi a julgamento acusado de servir 45 doses de tequila para um adolescente de 16 anos que morreu devido ao excesso de álcool.   O barman, de 28 anos e identificado apenas como Aytac G, é acusado de causar "lesão mortal" no adolescente em fevereiro de 2007. De acordo com a imprensa alemã, o barman já admitiu a responsabilidade no caso.   O barman teria feito uma aposta com o estudante, envolvendo o consumo de álcool. Mas, na maioria do tempo, enquanto o adolescente ingeria tequila, o balconista se servia apenas com água.   O adolescente entrou em coma devido à intoxicação causada pela bebida e morreu quatro semanas depois.   Dois outros jovens, um de 18 e outro de 21 anos, encorajaram o adolescente a beber as doses de tequila e foram sentenciados em novembro a completar um curso obrigatório de treinamento social.   Promotores também acusaram o barman de ter servido bebidas alcoólicas ilegalmente para jovens em 173 ocasiões entre 2005 e 2007.   O caso gerou polêmica na Alemanha e um debate a respeito do excesso de consumo de bebidas alcoólicas entre adolescentes.

Mais conteúdo sobre:
saúde tequila

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.