1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Brasil vai enviar kits de ajuda a Serra Leoa para combater Ebola

Lígia Formenti - O Estado de S. Paulo

27 Agosto 2014 | 17h 15

Material contendo remédios e outros produtos de saúde, como máscaras e luvas, deve chegar ao país africano nesta sexta-feira

Proibição de voos dificulta chegada de ajuda aos países afetados pelo Ebola, diz OMS
Proibição de voos dificulta chegada de ajuda aos países afetados pelo Ebola, diz OMS

SÃO PAULO - O Ministério da Saúde vai enviar nesta quarta-feira cinco kits de remédios e produtos de saúde, como máscaras e luvas, para Serra Leoa, país da África Ocidental que enfrenta uma epidemia de Ebola. Cada conjunto, formado por 30 medicamentos e 18 produtos usados em primeiros socorros, é suficiente para atender cerca de 500 pessoas por três meses.  O material deve chegar ao país na sexta-feira.

O auxílio para países atingidos pela epidemia da doença começou em junho, quando quatro kits foram enviados para Guiné. Outros cinco kits serão enviados para Libéria.

Em nota, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, assegurou não haver casos suspeitos da doença no País e reafirmou que o risco de transmissão da doença no País é considerado baixo.

Mortes. Nesta terça-feira, um médico infectado com Ebola morreu em Serra Leoa. O doutor Sahr Rogers estava tratando pacientes quando foi acometido pelo vírus. Além dele, dois outros médicos já haviam sido vítimas fatais da doença desde que a epidemia se alastrou, no início deste ano.

Por risco de contaminação, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está retirando sua equipe da cidade de Kailahun, cidade ao leste de Serra Leoa e onde Rogers foi infectado. Segundo o representante da organização para o país, Daniel Kertesz, o estresse causado pelo colega doente poderia aumentar o risco da equipe cometer erros.