Juca Rodrigues/Fotoarena
Juca Rodrigues/Fotoarena

Campanha de vacinação contra febre amarela em SP será antecipada em uma semana

Segundo o governador, 500 mil doses do governo federal chegam nesta terça-feira; Alckmin diz que até o fim do ano todos os paulistas estarão vacinados

Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2018 | 13h11

O governador Geraldo Alckmin disse nesta terça-feira, 16, que a campanha de vacinação contra a febre amarela vai ser antecipada em uma semana. Antes, ela começaria no dia 3 de fevereiro, e agora começará em 29 de janeiro e seguirá até 17 de fevereiro, encerrando também uma semana antes.

+ OMS coloca todo o Estado de São Paulo em área de risco para febre amarela

“A campanha ia começar no dia 3 de fevereiro e iria até 23 de fevereiro. Estamos antecipando em uma semana. Então, ao invés de começar no dia 3, vai começar no dia 29 de janeiro”, afirmou o governador, em evento da secretaria de Educação na zona norte de São Paulo. A notícia foi antecipada nesta manhã pela coluna Direto da Fonte, do 'Estado'.

+ OMS estuda validade de vacina fracionada para a febre amarela

De acordo com o governador, 7 milhões de pessoas serão vacinadas nesse mutirão, que acontecerá em 54 cidades do Estado. São Caetano foi a última a entrar na lista.

+ Especial: Entenda a febre amarela

São Paulo vai receber nesta terça-feira metade das doses prometidas pelo governo federal - 500 mil. A segunda leva deve chegar ainda nesta semana. “Hoje chegam as primeiras 500 mil doses, fora as do mutirão. O importante é não ter pânico e correria. Toda a população será vacinada até o fim do ano”, disse.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.