1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Capital paulista tem 100 novos casos de dengue por dia

Fabiana Cambricoli - O Estado de S. Paulo

18 Abril 2014 | 03h 00

Foram 793 registros em uma semana na capital; Tremembé, na zona norte, dobrou nº no período

SÃO PAULO - A cidade de São Paulo registrou mais de 100 novos casos de dengue por dia na última semana, segundo balanço divulgado na tarde desta quinta-feira, 17, pela Secretaria Municipal da Saúde. Foram 793 novos registros em sete dias, o maior número absoluto de casos já registrado em apenas uma semana neste ano.

No último balanço da Prefeitura, com dados referentes até o dia 9 de abril, eram 1.745 casos na cidade. Agora, o número passou para 2.538, aumento de cerca de 45%. Em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento foi de 66%, de acordo com a secretaria. Em menos de quatro meses, a cidade já está próxima de igualar o número de casos registrados em todo o ano passado, quando 2.617 pessoas ficaram doentes.

Os distritos da zona oeste ainda lideram o ranking de bairros com a maior incidência da doença, mesmo após terem recebido operações especiais de combate à doença.

O bairro do Jaguaré é o campeão de registros, com 387 casos. A incidência da doença no distrito já chegou a 776,1 casos por 100 mil habitantes, mais do que o dobro do índice considerado alto pela Organização Mundial da Saúde (300 casos por 100 mil habitantes).

Em seguida com os maiores índices de incidência da doença aparecem os bairros da Lapa (287,5) e Rio Pequeno (145,2).

Tremembé. Pela primeira vez desde o início do surto na zona oeste, um distrito de fora da região já tem índices que se aproximam dos bairros mais afetados. Em uma semana, o Tremembé, na zona norte da capital, viu o número de casos dobrar e já tem incidência de dengue acima do considerado normal.

O bairro já acumula 254 casos no ano. No último balanço, o distrito tinha 123 registros da doença. Com a alta, o Tremembé ultrapassou Lapa e Rio Pequeno no número de casos. No entanto, por ter uma população maior, a taxa de incidência da doença no bairro da zona norte é inferior às taxas dos bairros da zona oeste.

Juntos, os quatro bairros com maior incidência da doença reúnem 40% de todos os casos da cidade. A Prefeitura não informou quantos dos paulistanos contaminados desenvolveram a forma grave da doença. Até agora, a capital registrou uma morte pela dengue neste ano. A vítima foi o menino Israel Barbosa, de 6 anos, morador do Jaguaré.

Ações. Questionada sobre o aumento no número de casos no Tremembé, a Prefeitura informou que vai realizar uma série de ações de combate à dengue na zona norte durante o feriado. Hoje e amanhã, serão realizadas ações de bloqueios de criadouros do mosquito Aedes aegypti nos bairros Jardim Vista Alegre, Elisa Maria e Jardim Paulistano. Na segunda-feira, as equipes de saúde atuarão no combate aos criadouros em bairros como Mandaqui, Limão, Cachoeirinha e Vila Zatt.

Os dados divulgados ontem consideram as notificações recebidas nas primeiras 15 semanas epidemiológicas do ano. De acordo com a Secretaria da Saúde, a dengue costuma ter seu pico na 16.ª semana do ano, o que indica que a doença deve seguir em alta nos próximos dias.