AP Photo/Leo Correa
AP Photo/Leo Correa

Casimiro de Abreu (RJ) confirma mais dois casos de febre amarela

Os pacientes já estão em casa, depois de terem sido transferidos para tratamento no Hospital dos Servidores do Estado; cidade já tem 9 pessoas infectadas

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

30 Março 2017 | 17h46

RIO - O município de Casimiro de Abreu, na Baixada Litorânea, confirmou mais dois casos de febre amarela nesta quinta-feira, 30. Os dois pacientes já estão em casa, depois de terem sido transferidos para tratamento no Hospital dos Servidores do Estado, no Rio. Com esses dois casos, sobe para nove o número de pessoas infectadas no Estado, com uma morte - a do pedreiro Watila dos Santos, de 38, no dia 11.

Eduardo Freedman Lemos foi internado no Hospital Municipal Ângela Maria Simões Menezes com sintomas da doença em 20 de março. Ele teria visitado a Cachoeira do Pai João, ponto turístico importante da cidade, dez dias antes de adoecer. Já Oswaldo Gomes de Azevedo chegou ao hospital no dia seguinte. Ele tem um sítio na região de serra no município. Ambos ficaram internados no Instituto de Infectologia São Sebastião, que funciona nas dependências do Hospital dos Servidores, na zona portuária do Rio. 

 

 

Nesta sexta-feira, 31, mais 3 mil doses da vacina contra a febre amarela serão distribuídas às unidades do Programa Saúde da Família de Casimiro de Abreu. A cidade teve grande procura de moradores de municípios vizinhos, que não entraram na lista dos prioritários pela Secretaria de Estado de Saúde. Foram vacinadas pessoas de São Gonçalo, Itaboraí, Rio Bonito. Agora, há a exigência de comprovante de residência para receber a vacina. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.