Casos de dengue em Ribeirão superam soma de 2014 e 2015

De 1º de janeiro a 15 de fevereiro, foram 5.848 registros; prefeitura acredita que doença possa atingir 10% da população

Gustavo Porto, O Estado de S. Paulo

29 Fevereiro 2016 | 18h30

RIBEIRÃO PRETO - A cidade de Ribeirão Preto (SP) tem 5.848 casos confirmados de dengue entre 1º de janeiro e 15 de fevereiro de 2016, número que já superou os 5.672 casos somados de 2014 e 2015. No ano passado, foram 5.272 registros confirmados e, em 2014, outros 400. A cidade segue em estado de emergência e pode ter recorde de casos em um único ano se superar as 23.384 confirmações de 2011.

A Secretaria de Saúde estimou ser possível Ribeirão Preto registrar 60 mil casos de dengue em 2016. O município tem cerca de 600 mil habitantes, ou seja, caso essa previsão se concretize, a doença atingiria 10% da população. A vigilância epidemiológica informou ainda, no boletim, que duas pessoas morreram entre 2015 e 2016 com dengue em Ribeirão Preto, mas não detalhou os casos nem as datas.

Segundo o órgão, 2.326 casos suspeitos de zika foram registrados no município paulista até a primeira quinzena de fevereiro, 399 deles em gestantes. Dos casos notificados como suspeitos de zika em gestantes, 14 já foram confirmados e seis descartados. Ainda não foram registrados casos de microcefalia.

A vigilância epidemiológica notificou ainda outros 87 casos suspeitos de febre chikungunya, mas nenhum foi confirmado. 

Mais conteúdo sobre:
RIBEIRÃO PRETO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.