Casos de tuberculose diminuem no País, diz ministério

Até o final deste ano, o Brasil contará com um novo medicamento para tratar a tuberculose

AE, Agencia Estado

31 Agosto 2009 | 16h23

Um novo balanço do Ministério da Saúde sobre tuberculose mostrou que houve queda no número de pessoas com a doença no País, de 51,44 por cada grupo de 100 mil habitantes, em 1999, para 37,12, em 2008. A taxa de mortalidade também diminuiu em 34,25%, entre 1999 e 2007. A tuberculose é uma doença que afeta vários órgãos do corpo, principalmente os pulmões. É transmitida pelo ar quando o paciente tosse, fala ou espirra. Os principais sintomas são tosse prolongada, cansaço, emagrecimento, febre e sudorese noturna. De acordo com o Ministério da Saúde, as maiores incidências da doença estão nos estados do Amazonas (68,93 por 100 mil), Rio de Janeiro (66,56), Pernambuco (47,69), Pará (43,05) e Ceará (42,60). A tuberculose entre os homens é o dobro do registrado entre as mulheres.

Até o final deste ano, o Brasil contará com um novo medicamento para tratar a tuberculose, segundo o Ministério da Saúde. A vantagem do DFC (dose fixa combinada) ou "quatro em um", como é popularmente conhecido, é que ele vai aumentar o número de drogas de três para quatro em um mesmo comprimido e, assim, reduzir a quantidade de doses diárias. Segundo o Ministério, o primeiro lote do produto, com 20 milhões de comprimidos, quantidade suficiente para tratar os mais de 70 mil novos casos da doença, será recebido em setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.