China vai construir nova base de pesquisa no Pólo Sul

País também investirá em infraestrutura para viagens polares

Efe

27 Setembro 2010 | 11h48

XANGAI - A China vai construir a sua quarta base de pesquisa científica no Pólo Sul em um período de cinco a 15 anos, informou a agência de notícias Xinhua.

 

O gigante asiático pretende expandir a suas investigações na região, disse Qu Tanzhou, diretor do escritório de transferências da Administração Oceânica Estatal, em um simpósio de ciência polar realizada em Xangai.

 

Segundo Qu, a China também tem planos para melhorar seus sistemas de transporte e gestão de emergência na Antártida e aumentar as redes de comunicação e divulgação de informações das bases polares.

 

Está prevista a construção entre 2011 e 2015 de uma nova frota de navios de pesquisa, disse Qu, que acrescentou que em 2011 também irá começar a construção de um quebra-gelo que vai começar a velejar em 2013.

 

Chia agora tem três bases científicas na Antártica, chamadas Grande Muralha, Zhongshan e Kunlun.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.