Cidades do Grande ABC decidem manter retorno às aulas

Suspensão de atividades nas escolas será determinada por equipes de vigilância conforme casos da gripe

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

28 Julho 2009 | 08h00

O retorno às aulas não será prorrogado nas cidades do Grande ABC por conta da gripe suína, conforme decisão desta segunda-feira, 27, do consórcio intermunicipal das cidades da região. Participaram da reunião a diretora do grupo de vigilância epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde, Tânia Guerschman, e secretários de Saúde dos municípios.

 

O secretário de Saúde de São Bernardo do Campo e coordenador do grupo de trabalho de saúde do consórcio intermunicipal, Arthur Chioro, disse que, por enquanto, as aulas não serão interrompidas. Uma nova reunião será realizada na quinta-feira, 30, para nova avaliação sobre casos de gripe suína.

 

As cidades realizarão um monitoramento diário sobre a situação da doença nas escolas e, caso sejam identificadas situações de surto (mais de três casos relacionados em um espaço de cinco dias), caberá à equipe de vigilância epidemiológica do município avaliar a necessidade de suspender as aulas da classe ou da escola.

 

O consórcio também solicitou à Secretaria de Estado da Saúde o fornecimento de material para a coleta dos exames laboratoriais e equipamentos de proteção individual para a realização de exames nos Serviços de Verificação de Óbitos (SVO).

 

Casos

 

No ABC, já foram confirmados 29 casos de gripe suína, sendo 18 em São Bernardo, entre os quais quatro pessoas seguem internadas. Outras 15 pessoas com suspeita de contaminação estão internadas com quadro de doença respiratória aguda grave. Até agora, 90 suspeitas já foram descartadas por exame.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.