1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Colômbia registra 1º caso de microcefalia possivelmente ligado ao vírus da zika

- Atualizado: 24 Fevereiro 2016 | 21h 22

Gestante de 18 anos foi infectada pelo vírus e interrompeu a gravidez após saber da má-formação

O Instituto Nacional de Saúde (INS) da Colômbia relatou o primeiro caso de microcefalia provavelmente associado ao vírus, em uma clínica da cidade de Popayán, no sudoeste do país. Ali, uma jovem de 18 anos fez um aborto com 28 semanas de gestação depois que os médicos comprovaram que o feto tinha “anomalia congênita incompatível com a vida” - nesses casos, a lei local permite à mulher abortar.

A mulher que fez o aborto estava sob supervisão médica por antecedente de infecção por zika e dentro do processo de atendimento foi feita a coleta da amostra de líquido amniótico, que deu positivo para a transmissão do vírus da mãe para o filho, disse em comunicado a diretora do INS, Martha Ospina.

Ela afirmou ainda que em outros acompanhamentos já foi detectada a transmissão do vírus de mães para filhos, mas até agora os bebês estão saudáveis. 

7 perguntas e respostas sobre a microcefalia
REUTERS / Ueslei Marcelino
O que é microcefalia?

É uma má-formação congênita em que a criança nasce com o perímetro cefálico menor do que o convencional, que é de 32 centímetros. Isso significa que o cérebro não se desenvolveu da maneira esperada.  

O vírus zika já infectou mais de 37 mil pessoas na Colômbia e deste total mais de 6 mil mulheres gestantes em diferentes regiões do país./AGÊNCIA BRASIL

5 orientações da OMS sobre o zika vírus
REUTERS
Mulheres grávidas devem estar preocupadas com o zika vírus?

Embora os sintomas associados com zika sejam geralmente leves, uma possível associação foi observada entre o aumento anormal de zika e casos de microcefalia no Brasil desde 2015.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em SaúdeX