Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Confira 7 mitos e verdades sobre a doação de sangue

Nesta quarta-feira, 14, é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue; no inverno, estoques de hemocentros caem

O Estado de S.Paulo

14 Junho 2017 | 08h10

SÃO PAULO - Nesta quarta-feira, 14, é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2014, a data tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do ato e homenageia o dia de nascimento do imunologista austríaco Karl Landsteiner, descobridor do fator RH.

Com a chegada do inverno e das férias escolares, ocorre, tradicionalmente, uma queda no estoque dos bancos de sangue de todo o País. De acordo com a Fundação Pró-Sangue do Hemocentro de São Paulo, o estoque está 60% abaixo do patamar desejado - os sangues O+, O-, A+ e A- estão nos níveis mais críticos. 

O diretor do Departamento de Hemoterapia do A.C. Camargo Cancer Center, doutor Rafael Colella, ressalta a importância da doação de sangue para o tratamento de pacientes com câncer e explica alguns mitos e verdades sobre o ato.

Confira a seguir:

 

* COM CONSULTORIA DO A.C. CAMARGO CANCER CENTER

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.