Cosmonautas russos começam caminhada espacial na ISS

Durante a caminhada, deve durar 6 horas e 3 minutos, Skripochka e Kondratiev vão montar e conectar várias equipes científicas do módulo russo Zvezda

Efe,

16 Fevereiro 2011 | 12h14

 

MOSCOU - Dois dos seis tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS), os russos Oleg Skripochka e Dmitri Kondratiev, começaram nesta quarta-feira, 16, uma caminhada espacial na plataforma orbital, informou o Centro de Controle de Voos Espaciais (CCVE) da Rússia.

 

Veja também:

video Acompanhe a caminhada espacial pela Nasa TV

 

Os cosmonautas saíram ao espaço por meio da escotilha do módulo russo Pirs, que foi aberta com atraso de 15 minutos com relação ao horário prevista (11h15 de Brasília), disse um porta-voz do CCVE, citado pelas agências russas.

 

Durante a caminhada, que prevê tenha duração de 6 horas e 3 minutos, Skripochka e Kondratiev devem montar e conectar várias equipes científicas do módulo russo Zvezda.

 

Outra tarefa que será completada pelos dois cosmonautas, que realizam nesta quarta sua segunda caminhada espacial neste ano, é retirar da superfície do módulo Zaria um contêiner com mostras de materiais e desmontar uma pequena plataforma usada de apoio nas anteriores saídas.

 

O programa inicial da caminhada incluía o lançamento manual pelos cosmonautas do microsatélite Kedr, mas este foi adiado para abril, mês quando se comemora 50 anos do voo de Yuri Gagarin, o primeiro homem que voou ao espaço.

 

O aparelho, de 30 quilos, transmitirá 25 frases de saudação em 15 idiomas, fotografias da Terra e mensagens de rádio sobre o 50º aniversário da façanha de Gagarin.

 

"Seu lançamento será mais oportuno uma vez que se cumpra o cinquentenário do voo de Yuri Gagarin", disse à agência Interfax Sergey Samburov, responsável pela experiência, quem negou que o adiamento obedeça outros motivos.

 

A caminhada espacial de Skripochka e Kondratiev é supervisada a partir do interior da ISS pelos outros quatro tripulantes da plataforma: o russo Aleksandr Kaleri, os americanos Catherine Coleman e Scott Kelly e o italiano Paolo Nespoli.

Mais conteúdo sobre:
Nasa ISS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.