Luis Robayo/AFP
Luis Robayo/AFP

Dengue, chikungunya e zika seguem em desaceleração no Rio

Até 29 de abril, houve 53.590 casos suspeitos de dengue, com 4 mortes, 2.098 de chikungunya, com 2 óbitos, e 37.820 de zika

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

06 Maio 2016 | 14h48

RIO - O número de casos suspeitos de dengue no Estado do Rio de Janeiro no período de 1º de janeiro a 29 de abril de 2016 foi de 53.590, com quatro mortes confirmadas, divulgou nesta sexta-feira, 6, a Secretaria Estadual de Saúde. Até a divulgação do dia 23 de abril, as notificações somavam 49.150. O número de óbitos não se alterou. No mesmo período de 2015, foram  32.567 registros de casos suspeitos; no ano inteiro de 2015, 71.791, com 23 mortos. 

Segundo a secretaria, a análise semana a semana revela que a transmissão da doença vem se desacelerando no Estado. O mesmo vale para a chikungunya: até 29 de abril, foram notificados 2.098 casos suspeitos no Estado. Destes, 908 se confirmaram, e duas pessoas morreram. Os outros casos ainda estão sendo investigados. A desaceleração vale também para a zika: de 1º de janeiro a 29 de abril, notificaram-se 37.820 casos suspeitos do vírus. 

As notificações foram compiladas pela Secretaria de Estado de Saúde com base em números dos municípios de todo o Estado.

Mais conteúdo sobre:
Secretaria Estadual de Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.