Assine o Estadão
assine

Saúde

Presidente Prudente

Dengue causa primeira morte no interior de SP em 2016

Homem de 64 anos morreu em Presidente Prudente quatro dias após diagnóstico positivo para a doença

0

José Maria Tomazela,
O Estado de S. Paulo

07 Janeiro 2016 | 16h02

SOROCABA - Um homem de 64 anos morreu após ser diagnosticado com dengue, na noite de quarta-feira, 6, em Presidente Prudente, interior de São Paulo. De acordo com familiares, o diagnóstico positivo para a doença foi dado no sábado, 2, pela equipe médica da Santa Casa de Misericórdia, onde o paciente, José Cláudio da Silva, estava internado. 

Para a Vigilância Epidemiológica do município, a causa do óbito precisa ainda ser confirmada por exame de laboratório oficial. É a primeira morte com diagnóstico de dengue no interior em 2016.

Conforme a família, os testes realizados no hospital deram positivo para a doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. O paciente foi medicado e liberado para se tratar em casa, mas seu estado de saúde piorou. Na quarta-feira, ele voltou à Santa Casa e foi internado, mas os médicos não conseguiram reverter o quadro de saúde. Ainda segundo os familiares, a vítima tinha diabetes e hipertensão, o que pode ter contribuído para a morte. 

O atestado de óbito registrou choque hemorrágico, dengue, diabetes e insuficiência coronariana crônica. A Vigilância Epidemiológica não tinha sido informada oficialmente do caso até a tarde desta quinta-feira, 7, e espera a notificação para acompanhar o resultado dos exames. Em 2015, a cidade registrou 2.941 casos confirmados de dengue. Outros 552 ainda aguardam resultado de testes.

Mais conteúdo sobre:

Comentários