Deputado do PSB é o 1º caso de gripe suína entre parlamentares

Capitão Assumção (ES) está isolado para tratamento; dois outros deputados estão com sintomas da doença

Agência Brasil,

12 Agosto 2009 | 08h37

O deputado Capitão Assumção (PSB-ES) é o primeiro caso confirmado de suína entre os parlamentares. Na Casa, há a suspeita de que outros dois parlamentares também tenham sido infectados pela nova gripe, segundo a assessoria de imprensa da Câmara.

 

Assumção, que confirmou o diagnóstico na terça-feira, 11, já foi medicado e está em isolamento em um hotel, em Vitória (ES). O deputado é casado e sua esposa, grávida de 38 semanas, também manifestou sintomas da gripe, como tosse. Segundo a assessoria do parlamentar, o filho de 3 anos do casal também está com suspeita de contaminação de gripe suína e tem febre, um dos sintomas da doença. 

 

Veja também

link Temporão diz que há 'folga' para oferecer remédio contra gripe

link SP restringe trabalho de grávidas por causa da gripe suína

especial Entenda a gripe suína

especial Perguntas e respostas sobre a gripe

 

Desde a semana passada, a Câmara dos Deputados vem adotando medidas para evitar a proliferação do vírus. Na última sexta-feira, 7, foram instalados os primeiros equipamentos com álcool em gel para assepsia das mãos. Além disso, desde segunda-feira, 10, os servidores da área de relações públicas da Casa orientam os visitantes e servidores sobre os cuidados para evitar o contágio. O posto médico também presta orientações sobre as forma de prevenção à gripe suína.

 

Já o Senado decidiu suspender o acesso de visitantes às dependências da instituição por causa da primeira morte provocada por gripe suína no Distrito Federal. O programa "Tour pelo Senado" foi suspenso por tempo indeterminado. Na terça-feira seguranças do Senado ficaram de prontidão nos acessos à Casa, impedindo a entrada de pessoas que não estivessem devidamente credenciadas e autorizadas.

 

Preocupado com o crescimento do número de pessoas infectadas e mortes causadas pela gripe suína, o deputado Wilson Picler (PDT-PR) anunciou que vai lançar, ainda nesta semana, a campanha Cumprimento Saudável. A ideia é que as pessoas se cumprimentem sem o tradicional aperto de mão, apenas por meio de referências ou tapinhas nas costas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.