Gregorio Borgia/AP
Gregorio Borgia/AP

Diário do Vaticano anuncia descoberta de possível Caravaggio

Tela 'Martírio de San Lorenzo', em propriedade de jesuítas, seria assinado pelo pintor italiano

Efe

19 Julho 2010 | 16h40

CIDADE DO VATICANO - O diário L'Osservatore Romano, do Vaticano, publicou no último sábado, 17, em sua primeira página, a possível descoberta de que um quadro em propriedade de jesuítas seria assinado por Caravaggio.

O anúncio foi feito na véspera do aniversário de 400 anos da morte de Michelangelo Merisi (1571-1610), conhecido pelo nome de sua região de origem, Caravaggio, no norte da Itália.

Segundo o diário, o quadro, achado em Roma entre as propriedades artísticas da Companhia de Jesus, está sendo estudado, e especialistas "ficaram fascinados com a obra".

A tela, chamada Martírio de San Lorenzo, mostra uma jovem deitada sobre uma mesa envolvida em chamas, com a boca aberta - expressão de dor - e a mão estendida em busca de ajuda.

Para o L'Osservatore Romano, a obra tem claras semelhanças com outros quadros de tema religioso feitos pelo pintor, como Conversão de São Paulo e Martírio de São Mateus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.