1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Do espaço, astronauta se une em tempo real a concerto de estudantes dos EUA

Efe

02 Maio 2014 | 19h 25

Astronauta Koichi Wakata tocou música tradicional com instrumento de sopro japonês

WASHINGTON - O astronauta japonês Koichi Wakata, que vive na Estação Espacial Internacional (ISS), e um grupo de alunos de uma escola primária no Texas uniram nesta sexta-feira suas vozes e seus instrumentos para um programa musical promovido pela Nasa.

A ISS, um projeto de US$ 100 bilhões que envolve 15 países, orbita cerca de 385 quilômetros da Terra e a 27 mil km/h. Wakata é o comandante da atual tripulação no posto orbital.

O astronauta, que com seus colegas na ISS vê um amanhecer e um entardecer a cada 45 minutos, respondeu a perguntas de jovens em diferentes partes do mundo.

Um coro de 13 estudantes da escola Pearl Hall, em Pasadena (Texas), executou canções acompanhadas pelo violonista da Orquestra Sinfônica de Houston, Gergei Galperin; a astronauta e flautista Catherine Coleman, e o violinista Kenji Williams, no Centro Espacial Johnson.

Do espaço, Wakata ofereceu uma apresentação da música tradicional Gagaku com o instrumento de sopro japonês chamado sho. Williams explicou que, para acompanhar Wakata, foi necessário afinar seu violino a 430 hertz, a frequência do sho.

Ambos harmonizaram suas melodias enquanto a TV da Nasa mostrava imagens da Terra vista da estação orbital, onde o astronauta japonês flutuava em gravidade zero.

Catherine, que é química e coronel reformada da Força Aérea dos Estados Unidos, é veterana de duas missões em naves espaciais e deixou a ISS em maio de 2011, após viver 159 dias na estação.

Junto com o astronauta americano Steen Robinson, o astronauta canadense Chris Hadfield e Micky Pettit, a esposa do astronauta Don Pettit, Catherine forma a banda Bandella.

Em resposta à pergunta de uma menina, a flautista disse que se fosse a primeira pessoa em Marte desejaria levar consigo sua flauta, e estimulou "mulheres e minorias" a estudarem para se unir à exploração espacial.