NASA/JPL-Caltech/MSSS
NASA/JPL-Caltech/MSSS

Eclipses de lua de Marte ajudarão a localizar robô Curiosity

Modelo matemático para prever os eclipses foi criado dentro do projeto MetNet

Efe

17 Dezembro 2012 | 18h10

MADRI - A localização do robô Curiosity poderá ser feita a partir do estudo dos eclipses de Fobos, a maior das luas de Marte, segundo um artigo publicado nesta segunda-feira na revista científica Monthly Notices, da Real Sociedade Astronômica britânica. Até agora, esta localização era feita graças aos dados emitidos pelas antenas do robô ou a partir das imagens enviadas pelas sondas que orbitam o planeta vermelho.

Uma equipe da Universidade Complutense de Madri (UCM) desenvolveu um modelo matemático para prever e observar os eclipses a partir da superfície de Marte, o que poderá ser utilizado para se saber a localização do robô. Não é comum as antenas do Curiosity falharem, mas caso isso ocorra, uma alternativa para localizá-lo seria utilizar os eclipses observados pelo robô, explicou à Agência Efe Gonzalo Barderas, pesquisador da UCM.

"Os eclipses de Fobos oferecem um método alternativo para determinar a posição de onde o Curiosity os observou", disse o cientista. "Ao se saber quando se inicia e termina a movimentação da lua é possível determinar onde está o robô", esclareceu.

Para usar este método é necessário que alguma das câmaras do robô ou outro sensor de radiação captem o fenômeno. Com apenas dois minutos de observações, utilizando os dados dos tempos de contato inicial e final dos eclipses percebidos nos dias 13 e 17 de setembro, é possível reduzir o erro na localização de quilômetros para metros.

O modelo matemático para prever os eclipses de Fobos foi criado dentro do projeto MetNet, que tem por objetivo enviar uma rede de sondas meteorológicas para a superfície de Marte.

O método é aplicável para qualquer outra sonda sobre a superfície deste planeta que tenha capacidade para realizar observações ópticas.

Segundo o modelo matemático, os próximos trânsitos da lua marciana serão entre 3 e 8 e 13 e 20 de agosto de 2013. O Curiosity terá novas oportunidades de observá-los e os cientistas de seguir comprovando o método de localização.

Mais conteúdo sobre:
Marte Curiosity

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.