Endeavour se afasta pela última vez da ISS

Nave deverá aterrissar no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, na quarta-feira

Efe

30 Maio 2011 | 10h50

Washington - A nave Endeavour, com seis astronautas a bordo, se afastou definitivamente nesta segunda-feira da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), um complexo que ajudou a construir durante quase duas décadas, e empreendeu seu retorno final à Terra.

Veja também:

especial Tudo sobre a missão do Endeavour

blog Acompanhe a missão pelo twitter da Nasa

blog Os astronautas da Nasa no Twitter

A Nasa informou que a nave se separou à 0h55 (horário de Brasília) do complexo internacional que orbita a cerca de 385 quilômetros da Terra e se desloca a 27.000 km/h., e durante quatro horas e meia realizou uma pirueta durante a qual os astronautas a bordo da estação inspecionaram sua cobertura térmica.

Uma vez que os técnicos da Nasa comprovaram o bom estado das escamas térmicas - que protegem a nave quando esta entra na atmosfera terrestre e o atrito gera temperaturas de cerca de 2.000 graus Celsius - às 5h38 os motores foram ligados e a Endeavour começou a se distanciar da ISS.

A aterrissagem no Centro Espacial Kennedy está programada para quarta-feira 1º de junho.

Esta missão incluiu quatro jornadas de trabalho dos astronautas fora do complexo ISS-Endeavour, que foram as últimas programadas na era das naves, iniciada em 1981 e que chegará a seu final em julho com a missão do Atlantis.

Segundo os dados da Nasa, a duração total de todas as jornadas de trabalhos extraveiculares dentro do programa de construção e operação da ISS a partir de 1998 superou as mil horas, uma vez terminada a mais recente caminhada.

Os seis tripulantes da Endeavour são o comandante, Mark Kelly; o piloto da missão, Greg Johnson; os especialistas de missão Mike Fincke, Andrew Feustel, Greg Chamitoff; e o astronauta da Agência Espacial Europeia, Roberto Vittori.

Na ISS estão os americanos Catherine Coleman, Roland Garan e os russos Dmitri Kondratiev, Aleksander Samokutiayev e Andrei Borisenko, além do italiano Paolo Nespoli.

Mais conteúdo sobre:
Endeavour Nasa ISS espaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.