Richard Richards, University of Derby/BBC Brasil
Richard Richards, University of Derby/BBC Brasil

Espécie de grilo tem maior testículo do reino animal

Órgão do inseto Platycleis affinis corresponde a 14% do peso de seu corpo

BBC Brasil, BBC

10 Novembro 2010 | 15h36

A espécie tem os maiores testículos já registrados no mundo animal

Cientistas descobriram uma espécie de grilo cujos testículos correspondem a 14% de seu peso, a maior porcentagem já registrada no reino animal.

O estudo sobre as técnicas de procriação da espécie foi divulgado na publicação científica Biology Letters.

Os grilos em questão são da espécie Platycleis affinis.

Pesquisas anteriores sugerem que, quanto mais parceiras um macho tem, é provável que seus testículos sejam maiores em relação aos de outros membros de sua espécie.

É comum supor-se em meios científicos que testículos grandes produziriam grandes quantidades de esperma para aumentar as chances de fertilização.

Hipótese alternativa

Mas uma hipótese alternativa, favorecida por este estudo, é que testículos maiores teriam a função principal de permitir o acasalamento com mais parceiras ao invés de aumentar a chance de fecundação de uma única parceira.

Os pesquisadores da universidade britânica de Derby dizem acreditar que os grandes testículos podem ser para que os grilos acasalem com muitas parceiras, já que eles não liberam grandes quantidades de esperma a cada acasalamento.

"Machos com testículos maiores produzem pequenas quantidades ejaculadas", disse à BBC Karim Vahed, um dos responsáveis pelo estudo.

"Isso tem a ver com fertilizar fêmeas diferentes, ao invés de aumentar as chances de sucesso com cada fêmea", diz Vahed.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.