Europa negocia envio de mais astronautas à ISS com a Rússia

Com o fim dos ônibus espaciais, a Rússia passa a ter o monopólio do acesso à Estação Espacial

EFE

07 Julho 2010 | 15h47

A Agência Espacial Europeia (ESA) disse que negocia com a Rússia contratos para o envio de um maior número de astronautas europeus à Estação Espacial Internacional (ISS) em naves russas Soyuz.

 

Nasa adia fim dos voos de ônibus espaciais para 2011

 

"As negociações já estão sendo realizadas", disse à agência Interfax um representante da ESA na Rússia.

 

Simonetta Di Pippo, diretora dos voos tripulados da ESA, afirmou que a agência negociava com seu parceiro russo, Roscosmos, um contrato sobre voos adicionais de astronautas europeus à ISS em missões de curta duração entre 2013 e 2016.

 

Após a decisão da agência americana de suspender os voos de ônibus espaciais à ISS no início de 2001 e até que uma nova geração de naves de acesso à órbita terrestre fique pronta, as Soyuz russas serão o único meio de transporte de tripulações até a plataforma orbital.

Mais conteúdo sobre:
iss estação espacial esa rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.