Fabricante do Tamiflu diz que trabalha com OMS

Medicamento é eficaz no tratamento do vírus gripal de origem animal; Organização aumenta alerta para nível 5

Efe,

30 Abril 2009 | 06h08

A farmacêutica Roche, fabricante do antiviral Tamiflu, eficaz no tratamento de pessoas infectadas com o vírus da gripe suína, confirmou nesta quinta-feira, 30, que está em contato com a Organização Mundial da Saúde (OMS), depois de o organismo aumentar o alerta mundial a um nível crítico (5 em uma escala de 6).

 

Veja também:

linkSuíça confirma caso e Alemanha tem mais três suspeitas

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

"Trabalharemos dia e noite para fazer tudo que esteja em nossas mãos e responder de uma maneira rápida, oportuna e responsável aos pacientes que necessitam do medicamento", disse o responsável da equipe de Preparação Pandêmica da multinacional, David Reddy.

 

O Tamiflu é um dos dois remédios reconhecidamente eficazes para o tratamento do novo vírus gripal de origem animal.

 

A Roche lembrou que em 2006 doou à OMS cinco milhões de tratamentos desse antiviral.

 

Dessa quantidade, dois milhões foram destinados às reservas regionais da organização sanitária, localizadas em diferentes pontos do planeta.

 

Os outros três milhões formam uma reserva de emergência que é administrada pela própria farmacêutica e que a OMS poderá utilizar para conter uma pandemia.

 

Essas reservas podem estar disponíveis para sua utilização em um prazo de 24 horas.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.