L.C. Leite/Estadão
L.C. Leite/Estadão

Farmácias e drogarias de todo o País poderão oferecer vacinação

Nos locais de aplicação, deverá haver um responsável técnico e profissionais habilitados, com capacitação periódica

O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2017 | 23h29

BRASÍLIA - Farmácias e drogarias de todo o País agora podem oferecer vacinação para os clientes. O serviço já era regulamentado em São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Minas, Amazonas, Pará e Brasília. Por decisão colegiada tomada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que será publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias, a regra de imunização será estendida às demais unidades da federação.

+++ Grupos contrários à vacinação avançam no País e preocupam Ministério da Saúde

Haverá obrigatoriedade de registro das informações nos cartões de vacinação e possibilidade de emitir Certificados Internacionais de Vacinação.

+++ Estado de SP quer vacinar 1 milhão contra febre amarela na capital

Nos locais de aplicação, deverá haver um responsável técnico e profissionais habilitados, com capacitação periódica. Esses espaços deverão ter ainda ambiente refrigerado para armazenar as vacinas e garantir cuidados no transporte e na estocagem.

+++ Mais 19 UBSs passam a vacinar contra febre amarela na zona norte

Os estabelecimentos interessados devem estar inscritos no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES). A medida é defendida pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), desde a aprovação da Lei 13.021/14, que rege as ações e serviços de assistência farmacêutica.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.