Fósseis de dentes de cavalos ajudam a explicar a evolução destes animais

Estadão.com.br,

03 Março 2011 | 17h14

SÃO PAULO - Registros de fósseis comprovaram a teoria de que os cavalos evoluíram por meio da seleção natural, de acordo com uma pesquisa de dois professores de anatomia do New York College of Osteopathic Medicine ( NYCOM, na sigla em inglês).

A conclusão é encontrada no trabalho do Matthew Mihlbachler e do dr. Nikos Solounias que será publicada na revista Science desta semana. Eles examinaram, com a ajuda de outros pesquisadores, os dentes de 6.500 fósseis, representantes de 222 espécies, das quais 70 já estão extintas. Os registros abrangeram os últimos 55 milhões de anos e indicam um atraso entre a evolução dos dentes dos cavalos e as mudanças na dietas resultantes da mudança climática.

"Uma das vantagens em estudar criaturas extintas, como os cavalos pré-históricos, é que nós podemos observar como os animais responderam ao seu ambiente por milhões de anos, algo que os biólogos que estudam espécies vivas não conseguem fazer", disse Mihlbachler.

Solounias ajudou a desenvolver um tipo de análise que reconstrói a dieta de espécies extintas comparando o desgaste relacionado a comida e dos fósseis dos dentes. Depois eles analisaram os dados das mudanças climáticas na América do Norte que levou à mudança na dieta dos animais de frutas e vegetação das florestas tropicais para uma dieta mais abrasiva encontradas em pastagens, o que surpreendentemente não pareceu representar um problema para os animais.

"O atraso na evolução dos dentes dos cavalos em comparação com as mudanças na dieta é crucial", explica Mihlbachler. "Nós achamos que as mudanças evolucionárias na anatomia do dente atrasou as mudanças de dieta por mais de um milhão de anos ou mais".

Os cavalos são exemplos clássicos da evolução por meio da seleção natural para os paleontologistas, mas a teoria é difícil de ser comprovada por causa das extinção da maioria das espécies. Mas os estudos de Mihlbachler e Solounias mostram a adaptação dos cavalos durante sua evolução.

"Você é o que você come": nós ouvimos isso o tempo todo, mas agora sabemos que é verdade", explica Thomas Scandalis, também professor do NYCOM. "O estudo mostra que os padrões de cavalos que conhecemos hoje foram afetados pela comida disponível para os seus ancestrais pré-históricos".

Mais conteúdo sobre:
evolução cavalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.