Fotos revelam brilho de misteriosas nuvens noturnas

Pesquisadores fotografaram nuvens polares noctilucentes na Grã-Bretanha.

BBC Brasil, BBC

21 Julho 2010 | 14h45

Imagens cortesia John Rowlands e Nick Mitchell/BBC

 

O astrônomo John Rowlands e seu orientador, Nick Mitchell, da Universidade de Bath, na Grã-Bretanha, se dedicam a observar e fotografar nuvens noctilucentes ou mesosféricas polares.

Pouco se sabe sobre a formação dessas nuvens brilhantes - noctilucente significa "com brilho noturno".

Elas se formam tão alto que continuam a receber a luz do sol mesmo depois do entardecer.

As nuvens noctilucentes se formam a 85 km de altura, oito vezes mais alto que as outras nuvens mais altas, já nos limites da mesosfera (uma das camadas superiores da atmosfera).  

 

Imagens cortesia John Rowlands e Nick Mitchell/BBC

A igreja de St. Patrick, na costa norte da Ilha de Anglesey, no País de Gales, é considerada um dos melhores locais para fotografar o fenômeno.

Da igreja pode-se observar o céu com clareza, já que sobre o mar, o horizonte não é contaminado por reflexos de luz.

As nuvens polares noctilucentes variam muito, em algumas noites surgem no céu e em outras, desaparecem por completo, sem que se saiba as causas. Provavelmente a ocorrência delas tem a ver com as condições atmosféricas.    

 

Imagens cortesia John Rowlands e Nick Mitchell/BBC

A frequência deste tipo de nuvens pode dar indícios sobre mudanças no clima: acredita-se que elas sejam consequência de variações de longo prazo na mesosfera.    

 

 BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
nuvens noctilucente mesosfer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.