1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Gestante com vírus zika sofre aborto em São Vicente

- Atualizado: 16 Fevereiro 2016 | 22h 07

Médicos não confirmaram se aborto está relacionado com a doença; mulher teve manchas no corpo e dores nas articulações

SOROCABA - Uma gestante de 34 anos que sofreu aborto espontâneo no último dia 11, teve confirmado os exames para detecção do vírus zika, em São Vicente, na Baixada Santista. A paciente estava no oitavo mês de gestação. O exame positivo foi divulgado nesta terça-feira, 16, pelo Hospital Ana Costa, de Santos, onde a mulher foi atendida em janeiro com sintomas da doença. Os médicos não confirmaram se o aborto está relacionado com a doença.

A mulher estava grávida e apresentou manchas vermelhas no corpo, além de dores nas articulações. Com o diagnóstico médico positivo para o vírus zika, foram colhidas amostras e enviadas para o Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP), que confirmou a doença. O caso, notificado à Vigilância Sanitária do município, é o primeiro da doença confirmado na Baixada Santista.

5 orientações da OMS sobre o zika vírus
REUTERS
Mulheres grávidas devem estar preocupadas com o zika vírus?

Embora os sintomas associados com zika sejam geralmente leves, uma possível associação foi observada entre o aumento anormal de zika e casos de microcefalia no Brasil desde 2015.

Notificação. Mais uma cidade do interior paulista entrou no mapa do zika vírus. A prefeitura de Matão confirmou nesta terça-feira, 16, o primeiro caso da doença, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, também transmissor da dengue e da chikungunya. A paciente, uma professora de inglês de 48 anos, mora no bairro Nova Matão e apresentou sintomas, como enjoos e cefaleia.

De acordo com a prefeitura, a mulher não viajou recentemente, o que indicaria que ela se infectou na própria cidade. A paciente passa bem. Ações de bloqueio estão sendo realizadas no bairro. É o segundo caso confirmado de zika vírus na mesma região esta semana. Na segunda-feira, 15, exames realizados numa mulher grávida de 37 semanas, em Araraquara, deram resultado positivo.

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em SaúdeX