Assine o Estadão
assine

Saúde

Jaques Wagner

Governo discute medidas para viabilizar vacina contra o zika

Ministérios da Saúde e de Ciência e Tecnologia estão elaborando pacote de medidas para avançar no combate à doença

0

Isadora Perón,
O Estado de S. Paulo

10 Fevereiro 2016 | 21h05

BRASÍLIA - O governo federal discutiu nesta quarta-feira, 10, medidas para viabilizar acordos com laboratórios internacionais para a produção conjunta de uma vacina contra o vírus da zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.

Segundo o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, esse foi o tema da reunião que ele teve nesta tarde com os ministros Marcelo Castro (Saúde) e Celso Pansera (Ciência e Tecnologia). As duas pastas estão elaborando um pacote de medidas para avançar no combate à doença, que tem sido relacionada ao aumento do número de casos de bebês com microcefalia no País.

Dilma já discutiu o assunto com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para que os dois países façam uma parceria para desenvolver tratamentos contra o vírus.

Outra preocupação do governo é adequar a Lei da Biodiversidade para que o Brasil possa exportar, com menos burocracia, amostras para que outros países estudem a relação entre o vírus da zika e outras doenças.

Mobilização. Dilma também participou de uma reunião nesta quarta-feira para fechar os últimos detalhes da campanha nacional de mobilização contra o Aedes aegypti, marcada para o próximo sábado. Ficou decidido que a presidente vai participar do ato no Rio e o ministro da Saúde, em Salvador. 

Todos os outros 30 ministros foram escalados para estarem presencialmente em alguma cidade onde houver a campanha, que vai mobilizar 220 mil militares das Forças Armadas em todo o País. A ideia é que eles entreguem panfletos e participem de ações para orientar a população a como eliminar os criadouros do mosquito, que também transmite a dengue e a chikungunya. 

Comentários