Assine o Estadão
assine

Saúde

Ministério da Saúde

Governo deve mudar critério de classificação de microcefalia

Serão considerados suspeitos casos de meninos que com menos de 31,9 cm de perímetro cefálico e de meninas com menos de 31,5 cm

0

O Estado de S. Paulo

29 Fevereiro 2016 | 22h24

O Ministério da Saúde deve começar a orientar os Estados a mudarem o parâmetro de medição de crânio para diagnosticar bebês com suspeita de microcefalia. A decisão segue as novas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O ministro, Marcelo Castro, informou ao Jornal Nacional, da TV Globo, que passarão a ser considerados suspeitos os casos de meninos que tiverem menos de 31,9 centímetros de perímetro cefálico e de meninas com menos de 31,5 centímetros. 

Os atuais parâmetros consideram microcéfalos os bebês com até 32 cm de circunferência de cabeça. O novo protocolo será detalhado pelo governo na quinta-feira, informou o ministério.

Comentários