1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Governo recua e divulga casos de microcefalia associada ao zika

- Atualizado: 23 Fevereiro 2016 | 22h 49

Ministério da Saúde informou em boletim nesta terça que há 67 casos de bebês que tiveram a má-formação relacionada ao vírus

BRASÍLIA - Depois da polêmica, o Ministério da Saúde voltou a incluir no boletim sobre microcefalia o número de casos de bebês que tiveram a má-formação associada ao zika: 67. O dado havia sido retirado do informe na semana passada.

Boletim divulgado nesta terça-feira mostrou que o número de casos suspeitos subiu 4,3% em uma semana. Até o momento, foram relatados 4.107 bebês com a má-formação. Semana passada, eram 3.935. Do total de casos até o momento, foram confirmados 583 e outros 950 foram descartados. Isso significa que, dos casos notificados, 37% foram esclarecidos - número ainda considerado baixo pelo governo.

5 mitos sobre zika e microcefalia
AP Photo/Felipe Dana
Criança de 7 anos e idosos tem sequelas por zika? MITO

Áudios circularam em grupos de WhatsApp mencionando a possibilidade e a existência de crianças menores de 7 anos e idosos com sintomas neurológicos decorrentes do vírus zika. A Fiocruz esclarece que não há registro nem fundamentação científica. 

Os casos confirmados ocorreram em 235 municípios de 15 Estados e no Distrito Federal. Já os casos suspeitos foram registrados em 1.101 municípios de 25 unidades da federação. Só Amapá e Amazonas não têm registros. Houve 120 óbitos por microcefalia ou por alterações no sistema nervoso logo depois do parto ou durante a gestação. Desse total, foi confirmada microcefalia e outras alterações em 25% dos casos.

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, não explicou o recuo. Questionado, afirmou que a retirada das associações com zika tinha sido motivada para evitar “erros” de interpretação. O número de casos de bebês relacionados ao vírus, avaliou, seria muito maior do que o confirmado por exames. Ao Estado, neste mês, já havia ponderado que até 40% dos registros podem estar associados ao zika.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em SaúdeX