Governo regulamenta Cartão Nacional de Saúde

Sistema é uma base de dados nacional que permite a identificação dos usuários do SUS

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

02 Maio 2011 | 12h28

São Paulo, 2 - Foi regulamentado nesta segunda-feira, 2, o novo sistema Nacional de Saúde, composto pelo Cartão Nacional de Saúde, Cadastro Nacional de Usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e Portal de Saúde do Cidadão. Ao todo, deverão ser emitidos 200 milhões de cartões em todos os municípios brasileiros nos próximos três anos, numa ação em conjunto com estados e municípios.

O objetivo do novo sistema é construir um registro eletrônico que permita aos cidadãos, aos gestores e profissionais de saúde acessar o histórico de atendimentos dos usuários no Sistema Único de Saúde (SUS).

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DO) nesta segunda-feira, 2, e regulamenta o Sistema Cartão Nacional de Saúde, uma base de dados nacional que permite a identificação dos usuários do SUS, por meio de um número único válido em todo o território nacional.

Segundo o Ministério da Saúde, com o novo sistema será possível saber a participação de uma determinada pessoa em campanhas de vacinação, se ela foi atendida em um posto de saúde ou se fez exames e cirurgias.

As pessoas que não possuírem o Cartão Nacional de Saúde não serão impedidas de receber atendimento em qualquer estabelecimento público de saúde, segundo o ministério, que será responsável por desenvolver as bases de dados do Sistema Cartão e oferecê-las a todas as unidades públicas de saúde.

O ministério também fará a manutenção e o gerenciamento do banco de dados e prestará cooperação técnica aos gestores locais no processo de cadastramento dos usuários do SUS.

Mais conteúdo sobre:
SUS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.