Grandes farmacêuticas começam a testar vacina para H1N1

Quem conseguir lançar o produto rápido conseguirá faturar alto com vendas em todo o mundo

Reuters,

04 Agosto 2009 | 17h41

A Novartis deu início aos testes da vacina de gripe suína em seres humanos. A Sanofi-Aventis, maior fabricante de vacinas do mundo, começará em poucos dias, disseram representantes da empresa nesta terça-feira, 4.

 

OMS confirma estimativa de 2 bilhões de casos da nova gripe

Brasil compra 1 milhão de doses de vacina

 

O lançamento dos testes clínicos é parte essencial do programa de trabalho das grandes empresas farmacêuticas, que se prepara para uma vacinação em massa.

 

A  GlaxoSmithKline, a terceira das" três grandes" do mercado de vacinas, disse que começará estudos clínicos no fim deste mês.

 

A gripe, que surgiu no México em abril e foi declarada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em junho, infectou milhões de pessoas e matou um número desconhecido.

 

A OMS parou de contar nas 800 mortes confirmadas, já que não é possível examinar todos os casos suspeitos para confirmar o vírus.

 

Autoridades sanitárias estão contando com a vacina para controlar a disseminação da doença, o que poderá representar um grande sucesso de vendas para as empresas que forem capazes de fornecer grandes quantidades rapidamente.

 

A CSL, da Austrália, foi até agora a instituição comercial mais rápida, tendo iniciado os testes em seres humanos há duas semanas.

 

"Começamos há pouco mais de uma semana", disse o porta-voz da Novartis, Eric Althoff.

Benoit Rungeard, diretor de comunicação da Sanofi Pasteur, a divisão de vacinas da gigante francesa, disse que sua empresa começará "nos próximos dias ou na próxima semana".

Althoff disse que a Novartis, baseada na Suíça, está realizando seus testes em vários países, incluindo EUA, Reino Unido e Alemanha, e está testando tanto uma versão de dose única quanto um sistema de dose e dose de reforço.

 

A Novartis, assim como outros produtores, vai também comparar as vacinas com e sem adjuvantes - ingredientes para estimular o sistema imunológico.

 

AstraZeneca, cuja unidade MedImmune produz uma vacina para gripe sob a forma de spray, e não de injeção, disse que começará testes clínicos nos EUA em 17 de agosto.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína vacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.