Gripe: ABC paulista decide manter retorno às aulas

A decisão foi tomada segunda-feira, durante encontro no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

28 Julho 2009 | 08h19

60% dos casos de gripe no País já são de H1N1, diz SaúdeA decisão foi tomada ontem, durante encontro no Consórcio Intermunicipal do Grande ABCA decisão foi tomada ontem, durante encontro no Consórcio Intermunicipal do Grande ABCO retorno às aulas não será adiado em São Bernardo do Campo e em outras cidades do Grande ABC paulista por conta da Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína. A decisão foi tomada ontem, durante encontro no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, que teve a presença da diretora do Grupo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde, Tânia Guerschman, e os secretários de Saúde da região. Uma nova reunião será realizada na quinta-feira, para nova avaliação sobre casos da doença.

O secretário de Saúde de São Bernardo do Campo e coordenador do Grupo de Trabalho (GT) de Saúde do grupo, Arthur Chioro, disse que, por enquanto, as aulas não serão interrompidas. Um monitoramento diário será feito pelas cidades sobre a situação da enfermidade nas escolas e, caso sejam identificadas situações de surto - mais de três casos relacionados à gripe suína em um espaço de cinco dias -, caberá à equipe de vigilância epidemiológica do município avaliar a necessidade de suspender as aulas da classe ou da escola.

O grupo de trabalho do consórcio também decidiu fazer algumas reivindicações junto à Secretaria de Estado da Saúde, como o fornecimento de material em quantidade suficiente para a coleta dos exames laboratoriais para investigação dos casos, bem como equipamentos de proteção individual para a realização de exames nos Serviços de Verificação de Óbitos (SVO).

Mais conteúdo sobre:
gripe suína Brasil aulas ABC paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.