Gripe mata mais 2 em SP; uma vítima estava grávida

Entre as vítimas está uma moradora de Ibitinga que tinha 38 anos e estava grávida de 8 meses

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

30 Julho 2009 | 15h42

Vírus H1N1 atinge gestantes com mais severidade, diz estudoA gripe suína causou mais duas mortes no Estado de São Paulo. As vítimas morreram nas regiões de Araraquara e São José do Rio Preto, segundo informaram hoje as secretarias municipais de Saúde. os exames foram realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. O número de mortes causadas pela gripe suína no Estado chega a 30.

Entre as vítimas está uma moradora de Ibitinga que tinha 38 anos e estava grávida de 8 meses. Ela foi internada dia 21 e faleceu dois dias depois no Hospital Beneficência Portuguesa, em Araraquara. Os médicos realizaram uma cesariana de emergência, mas o bebê não sobreviveu.

O segundo caso confirmado é de um morador de Turiúba, a 546 quilômetros de São Paulo, perto de São José do Rio Preto. De acordo com a Secretaria de Saúde da cidade, o homem de 58 anos morreu dia 21 no hospital particular Austa após retornar de uma viagem da Paraíba. A assessoria do hospital informou que o paciente foi internado dia 19 com febre e, no dia seguinte, foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele tinha problemas cardíacos e diabetes.

Na manhã de hoje a Prefeitura de Sumaré, no interior de São Paulo, confirmou o primeiro caso de morte causado pelo vírus Influenza A (H1N1) no município. Uma mulher de 31 anos ficou internada no Hospital Estadual de Sumaré por dez dias e morreu no último sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.