Gripe: Osasco monta barracas do Exército em hospitais

Três pessoas já morreram em Osasco em decorrência da gripe suína , de 12 óbitos no Estado

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

23 Julho 2009 | 12h37

Governo pode prorrogar de férias para evitar gripe suínaA Secretaria de Saúde de Osasco, município da Grande São Paulo, começou hoje a montagem das barracas que foram cedidas pelo Exército para reforço de atendimento dos casos suspeitos de Influenza A (H1N1), a chamada gripe suína, na rede municipal. Segundo a prefeitura, as tendas serão montadas no Hospital Municipal Central Antônio Giglio e nos prontos-socorros do Jardim Santo Antônio e Jardim Helena Maria, unidades que registram maior número de atendimentos na rede, cobrindo as três regiões da cidade: norte, sul e centro.

Saúde pede que áreas de emergência separem vítimas de gripe

Três pessoas já morreram em Osasco em decorrência da gripe suína - no Estado de São Paulo, foram confirmadas, até ontem, 12 mortes e em todo País, 29. As tendas funcionarão a partir de amanhã. Nas barracas, será feita a triagem dos casos, evitando que os pacientes com sintoma da gripe suína tenham contato com pessoas que procuram as unidades por outros motivos.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína Brasil barracas Osasco SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.