Gripe suína mata gestante em SP; são 31 mortes no Brasil

Segundo a Prefeitura de Cosmópolis, a 135 km da capital, a jovem morreu em um hospital em Campinas

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

24 Julho 2009 | 18h15

Mais uma morte por infecção do vírus da gripe suína foi confirmada no País, na tarde desta sexta-feira, 24. Agora são 31 óbitos causados pela doença, sendo que 14 só no Estado de São Paulo. A vítima mais recente é uma mulher de 20 anos, que estava grávida de 7 meses.

 

60% dos casos de gripe no País já são de H1N1, diz Saúde

Gripe: profissionais estão despreparados, diz especialista

 

Segundo informações da Prefeitura de Cosmópolis, a 135 km da capital paulista, a jovem morreu em um hospital em Campinas, a 30 km de onde morava, na última segunda-feira, 20. Ela foi internada dia 16, com os sintomas da nova doença, e morreu 4 dias depois, mesmo dia em que o bebê nasceu. O laudo aponta que a jovem morreu de pneumonia. De acordo com a prefeitura, os exames da confirmação da doença saíram nesta sexta.

 

Também nesta tarde a Secretaria Municipal de Saúde de Campinas confirmou a primeira morte causada pelo vírus Influenza A (H1N1) na cidade. A vítima é uma mulher de 37 anos que não viajou para o exterior e que não apresentava outras doenças.

 

A mulher, que não teve o nome divulgado, foi internada segunda-feira, 20, em um hospital da rede pública e morreu na quinta-feira, 23. Outras seis mortes que podem ter relação com a nova gripe estão sendo acompanhadas.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.